quinta-feira, 29 de agosto de 2013


Munido de uma história ora profunda e sensível, ora cômica e leve, As Vantagens de Ser Invisível conta também com excelentes personagens e diálogos memoráveis.  O drama de um amor sensível e a importância de amizades verdadeiras são temas bem explorados no filme do diretor, roteirista e autor do livro homônimo Stephen Chbosky. Apesar de não apresentar uma revolução na qualidade visual, o diretor de fotografia, Andrew Dunn, apresenta uma fotografia agradável, entretanto, o foco principal é centrado belos diálogos e nas atuações dos personagens principais. O roteiro segue bem de perto o livro, com algumas pequenas alterações que apenas contribuem para a qualidade do filme. Um dos grandes filmes de 2012 que provavelmente passou despercebido e também surpreendeu muitas pessoas.

Na trama, Charlie (Logan Lerman) é um jovem com dificuldades para se socializar. Ele vive um momento muito delicado em sua vida: o jovem busca se recuperar de uma grande depressão em sua vida, causada por um trauma de infância e pelo suicídio recente de seu melhor amigo. Charlie acaba de entrar no colegial e inicia uma caminhada com intuito de vencer suas dificuldades, neste momento ele faz duas novas - e fundamentais - amizades para a sua vitória, Patrick (Ezra Miller) e sua meia-irmã Sam (Emma Watson), ambos veteranos no colégio que vivem de um modo nada comum em relação aos demais alunos. Charlie então é induzido em um mundo de novas descobertas, principalmente, a descoberta de amizades verdadeiras.
Primeiramente, é difícil não destacar o trio no qual o filme se foca: Emma Watson está estonteante, obviamente, torna-se praticamente impossível não relembrar a eterna Hermione, contudo, a atriz, apaga rapidamente a memória da personagem vivida em Harry Potter e torna incontestável o seu poder de atuação. Ezra Miller (do ótimo Precisamos Falar Sobre Kevin) atua muito bem, seu personagem possui o dom de fazer todos a sua volta rirem ou chorarem, e temos alguns belos momentos onde essa alternância aparece e o ator sempre tem êxito com sua atuação. Por último mas não menos importante, Logan Lerman (Percy Jackson) está solto no papel, a interpretação flui magistralmente, não chega nem mesmo ser uma sombra de sua atuação em O Ladrão de Raios. Se o roteiro consegue aproximar o espectador do filme, nos comove com a história de Charlie, Lerman, se mostra um ator muito dedicado e disposto a encarar o que o papel lhe pede. O elenco ainda conta com muitos nomes conhecidos como Mae Whitman (Scott Pilgrim Contra o Mundo) e Paul Rudd (Bem Vindo aos 40) entre outros.
Um aspecto marcante do filme são as músicas que marcaram os anos 80 e 90, grandes canções de bandas como PavementNew OrderThe Smiths, David Bowie, Sonic Youth, que são inspiradoramente colocadas em momentos chaves, à música é um personagem à parte que completa os principais personagens e oferece ao filme um ritmo prazeroso de acompanhar. A trilha original composta por Michael Brook  também é encantadora, assim como seu trabalho em Na Natureza Selvagem.
Stephen Chbosky traz uma obra consistente com personagens cativantes e marcantes, ao final do filme podemos respirar aliviados por contemplar um excelente filme, sem muito dos estereótipos tão presentes no gênero. Uma bela história sobre amizade e a descoberta do amor. Nota-se o envolvimento pessoal de Chbosky, para ele não trata de apenas mais um filme e sim algo muito maior e pessoal, o que é possível ver no resultado final. As Vantagens de Ser Invisível é tocante e sensível, faz com que nos identifiquemos com muitos elementos narrados, mas que deixa uma mensagem profunda e singular: “Nós Somos Infinitos”.

Dados:

The Perks of Being a Wallflower
EUA , 2012 - 103 min.
Drama
Direção:
Stephen Chbosky
Roteiro:
Stephen Chbosky

Elenco:
Logan Lerman, Emma Watson, Ezra Miller, Nina Dobrev, Paul Rudd, Mae Whitman, Melanie Lynskey, Melanie Lynskey, Johnny Simmons, Zane Holtz, Reece Thompson, Erin Wilhelmi, Joan Cusack. 




Participe do Top Comentarista de Agosto! Comente a postagem e faça sua inscrição neste link!
Reações:

3 comentários:

  1. Oi Hugo, eu quase não reconheci o Logan Lerman no pôster. O filme assim de cara não parece do jeito que gosto, mas quem sabe não experimente. Gostei dele em "O ladrão de raios" e sempre que tem o Paul Rudd faço um esforço para conferir.
    A trama em si é interessante, só que tenho impressão que não terei companhia para conferir. =(
    Fico pensando se eu também mudaria caso tivesse amigos diferentes na escola...
    Adorei a resenha e a novidade. =)

    ResponderExcluir
  2. O motivo principal pra eu querer assistir o filme confesso que é a Emma Watson. mas só quero assistir depois de ter lido o livro.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei o filme!!!!!
    Fiquei muito feliz em não ver a Emma como Hermione, adoro HP, e por isso eu achava dificil não comprar tbem!
    O filme é muito gostoso de ver! fez com que eu me lembrasse das minhas amizades mais antigas.. e como foram importantes na época do colégio....

    bjos

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!