quarta-feira, 13 de março de 2013


Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos... 

Primeiramente, gostaria de falar que li esta obra muito relutantemente. Foi depois de uma amiga insistir muito (Oi, Ju!), que resolvi me aventurar e conhecer o tão clamado e adorado Sr. Grey.
Ju, tenho que te falar uma coisa: nossos gostos não se combinaram neste caso, amiga!

Simplesmente DETESTEI.

Vamos à história:
Anastasia Steele é uma mulher de 21 anos, virgem, que nunca sentiu vontade (sequer) de ser beijada por alguém. É completamente comprometida com os estudos, garota exemplar, desastrada, linda, mas se acha feia.
Christian Grey é um jovem empresário de sucesso, de beleza ímpar, misterioso. É um dominante sexual, então aí já fica uma ideia do que esperar.
Resumindo a história: Anastasia teve que entrevistar o Grey, no lugar de uma amiga. De imediato há uma química entre os dois (no primeiro encontro, somente o fato de ele a tocar no braço já a faz sentir uma “corrente elétrica” passar por seu corpo!).  Os dois iniciam uma estranha relação a partir daí que toma conta de todo o livro.

O livro é mal escrito. Os diálogos são fracos, assim como as descrições em geral. Conheço muitos livros com temática sensual/sexual, mas este não mexeu comigo – e nem com minha imaginação.
E nem estou falando da relação Sado-Masoquista ou sexual que ocorre durante a narrativa – que, aliás, já li obras mais “fortes” que esta, neste sentido. Estou falando da relação que evolui muito rapidamente – muito mesmo, e isso deixa tudo muito superficial, em minha opinião.
Os personagens até são explorados com certa profundidade, mas o que me incomodou mais foram as relações sem sentido real, sem emoção verdadeira. Anastasia tem autoestima quase zero ao aceitar o tipo de relação proposto pelo Sr. Perfeição.

O que é necessário para o leitor gostar ou não de um livro? Identificação com algum personagem. Bem, eu não tenho saco para me identificar com a Anastasia e sua “deusa interior”. E não tenho saco (e nem ego do tamanho do mundo) para me identificar com o Christian.
Por estes motivos, este livro entrou para a minha lista de “Piores Leituras”, e já adianto que não vou ler a continuação. Simplesmente me recuso a continuar lendo isso.

Gente, MAIS UMA VEZ: esta é a minha opinião. Muitas pessoas adoraram, como minha amiga que indicou a leitura. Então leia e tire suas próprias conclusões sobre a obra.

Ps: Você concorda com Anastasia, quando ela afirma que Toxic, da Britney Spears, é realmente a música mais sexy e perfeita para sedução?  Eu não! Na verdade, eu passo longe da Britney... haha


Reações:

7 comentários:

  1. Bem, vou deixar o meu parecer sobre o que eu acho do livro, e não desistam de ler a opinião quando eu disser "eu não li", haha.
    Pois bem, "eu não li" livro, tanto pela temática que não me atrai, quanto pela ideia contrária a minha que ele passa.

    Não acredito que este tipo de livro seja arte, entendam como arte mesmo, assim como dança, pintura ou música. A escrita é um arte, e E L James optou por não seguir este caminho. Por que eu acho isso?
    Quando você diz que uma mulher de 21 anos é desastrada e comprometida com algo, você já faz 50% da população feminina se identificar com a personagem, mas ao dizer que ela é uma mulher LINDA e que se acha FEIA, ela termina de engolfar todas as outras mulheres que "se acham" feias, induzindo a auto-identificação, forçando suavemente às mulheres dizerem "nossa, ela é desastrada, se acha feia, mas é bonita - sou eu!".
    Além do fato de colocar um Christian Grey que tem todas as qualidades financeiras e estéticas desejada pelas mulheres, e fazer com que ele se apaixone pela virgem que nunca quis ser beijada, é forçar demais a barra, é induzir demais o leitor a comprar uma propaganda, e não uma arte.
    E L James não faz escreve um romance, escreve um produto, e apenas isso, algo que, logicamente, faz com que o público tenha vontade de adquirir. E isso, pra mim, não é arte.

    ResponderExcluir
  2. Oi queridona!!!

    Achei estranho qdo vi que vc resenhou este livro.. mas depois da 4º linha... quase morri de rir!!!! srrsrs

    Eu li tbem, um pouco por curiosidade pela propaganda que tinham feito, e tbem não gostei muito, tenho uma amiga que tbem disse que adorou (???). Achei meio fraca a historia e não gostei dos personagens, chatossssss.....

    Para mim, não foi o pior livro, mas com certeza não chegou nem perto dos preferidos!

    bjão Came

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk já sabia que vc não havia caído de amores pelo Sr. Grey, kkkk
    bocó, e claro que temos gostos diferentes, vc amou a série Hus Hush e eu não gostei, vc adora a tal irmandade, e eu não curti...
    normal!
    O importante é que vc me ama mesmo assim!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. rsrrsssrrs não li o livro mas uma coisa q minha cunhada leu e me falou q SEMPRE PULAVA é essa coisa de "deusa interior" !!!!!

    Adorei a resenha ri mto de como vc colocou o q não gostou do livro, (não acho q foi a tua intensão de ser engraçada ) mas adorei e ri da mesma forma!
    Vou tentar ler ele da msm forma e depois te falo o que achei =D
    Bjus Came !!!

    ResponderExcluir
  5. Me recusei a ler isso, não por ser um livro pornô - nada contra pornografia e cenas calientes - mas sim porque é um livro muito mal escrito. Eu li a primeira página apenas para sentir se a autora tinha aquela pegada de autor... e não tem. EL James escreve tão mal que dá vergonha de ver gente que escreve super bem padecendo sem conseguir publicar, enquanto uma fanfic de Crepúsculo gerou milhões. =\

    ResponderExcluir
  6. Li sua postagem a respeito do livro só pra saber se vc tinha bom gosto. Atestei que sim. :)

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!