segunda-feira, 22 de abril de 2013

Sinopse:
Em um subúrbio tranquilo de Londres, algumas mães se ajudam através de amizade, favores e fofocas. No entanto, algumas delas não parecem confiáveis e outras têm segredos obscuros.
Quando Callie se mudou para seu novo bairro, pensou que seria fácil adaptar-se. Contudo, os outros pais e mães têm sido estranhamente hostis com ela e com sua filha, Rae, que também descobriu como é difícil fazer novas amizades. Suzy, seu marido rico e três filhos parecem ser a única família disposta a fazer amigos, mas, recentemente, a amizade com Suzy anda tensa. Ainda mais com a atmosfera pesada que pairou sobre o bairro após a chegada da polícia e o relato de um possível suspeito morando por lá. O que Callie e sua pequena Rae podem esperar? Em quem confiar? E, sobretudo, como imaginar que certas atitudes rotineiras podem colocar em risco a vida de sua pequena filha? Verdades e mentiras parecem se esconder nestas pequenas casas.
Uma Questão de Confiança é um suspense contemporâneo que explora o dia a dia de pessoas comuns e nos faz questionar até que ponto podemos confiar em alguém.



Não é para desanimar! Mas não tem tanto suspense assim...
Bem, deixe-me explicar melhor.

Resumindo: Início e fins são interessantes, mas o meio é enrolado. Explicarei-me ainda mais!

O livro conta com várias visões, nos dando uma absorção maior sobre os acontecimentos. Um dos pontos de vista é contado em primeira pessoa, que traz a protagonista Callie, e os demais são contados em terceira pessoa. São intercalados, para que dê a sensação de suspense. Porém, isso acaba enrolando e deixando sem paciência, por umas 150 páginas.

A obra aborda principalmente a questão de sentimentos. Confiança, traição, mentiras, é um prato cheio, ou melhor, um livro cheio para estimular a mente do leitor. O tema é perfeito para um livro perfeito, mas houve uma enrolação terrível no meio do livro, que deu uma “quebrada”. Talvez se fosse enxugado um pouco, no meio, o livro seria ideal.

A personagem principal, Callie, não mostra a verdadeira faceta de início. Na verdade, ela tem um segredo que ficamos sabendo somente ao final. Gente, perdoem a expressão, mas o babado é forte! Porém, ao mesmo tempo em que ela expressa, constantemente, culpa por este segredo, mostra-se egoísta e narcisista.
Suzy, vizinha de Callie, é o tipo de personagem que de início você sente empatia, então raiva e depois de ler você acaba sentindo pena. E quem ler vai entender do que estou falando. Ela tem 3 filhos e quer uma menina. É daquelas que acham que filho segura marido, sabe?!

A autora Louise Millar aborda de forma muito bacana as loucuras que “justificam” abusos e absurdos. O leitor pensa que o maluco é um, quando é outro. A proposta do livro é, basicamente, dizer que às vezes você não pode confiar em quem você acha que pode. E que os laços afetivos valem muito mais do que os laços consanguíneos.

Bem sincera: Vocês sabem que quando eu não gosto, eu falo mesmo. O que não é este caso, já que o livro é bom, muito bom – afinal, apontei várias coisas boas, como viram. Só não é perfeito por que enrolou uma boa parte da obra, mas eu recomendo muito.

Citação:
- O senhor consegue ouvir isso? Consegue?
- Consigo ouvir o quê? – o homem perguntou.
- O avião! – ela gritou.
- Senhora, eu trabalho em Heathrow.
- Está bem, mas quero fazer uma reclamação.
Houve um silêncio.
- Sobre o quê?
- Sobre os aviões passarem em cima da minha casa.
- Ahn.


Falando nisso, este livro está em promoção. Quer saber como ganhar? Visite está página: <http://www.resenhasdeumaleitora.com.br/2013/04/promocao-de-dia-das-maes.html>
Reações:

3 comentários:

  1. Oie!
    Jura que é meio enrolado? ai que pena.. morro de preguiça e me enrolo semanas para terminar qdo isso acontece.
    Será que é pq tem varios pontos de vista? eu prefiro livros que tenha um só!
    Fiquei curiosissima para saber os segredos desse povo ai... :D

    bjosss

    ResponderExcluir
  2. Oie, Eu dei uma olhada no livro quando recebi e acabei lendo o primeiro capitulo, por incrível que parece, já senti que o livro era bem enrolado e a leitura não iria fluir. Vou dar um chance, claro, espero não me decepcionar muito !
    Beijos
    Raíssa Lis
    Flor de Lis - http://florderaissalis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Lembro de vc reclamando da enrolação dele no TT rsrsrssr
    E pra falar a verdade a sinopse do livro não chamou a minha atenção, apesar a tua resenha me mostrar outro lado da coisa,acho que mesmo assim este livro eu passo!
    Bjus Came

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!