segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Gabrielle Maxwell é uma renomada artista plástica que vive na cidade de Boston. Abandonada pela mãe ainda na infância ela carrega uma marca de nascença que mudará sua vida. Depois de uma exposição de fotos bem-sucedida é testemunha de um assassinato sangrento. Transtornada com as cenas de terror ela procura explicações... E apenas um homem, Lucan Thorne, será capaz de ajudá-la.
Lucan despreza a violência de seus irmãos sem lei. Ele próprio um vampiro, é um guerreiro da Raça, e jurou proteger sua espécie – e os humanos – da ameaça crescente dos Renegados. Lucan não pode arriscar um relacionamento com uma mulher mortal, mas quando seus inimigos escolhem Gabrielle como vítima, sua única escolha é trazê-la para o escuro submundo que comanda.
Agora, nos braços desse intimidante líder da Raça, Gabrielle enfrentará um destino extraordinário, repleto de perigos, sedução, e dos mais sombrios prazeres...
Livro recebido em parceria com a editora Universo dos Livros

Sedução total!

Este foi mais um caso de um livro muito leve de ler, visto que o fiz em pouco tempo – menos de 48 horas.
A capa deixa explícita a ideia de um romance erótico – esta lua cheia, os dois amantes na luz do luar, até mesmo o tom esverdeado contribui para deixar claro do que se trata. E gente, as coisas pegam fogo! Mas, primeiro, vamos aos protagonistas:
Gabrielle é uma renomada fotógrafa. Pratica um estilo de automutilação para se acalmar – nada grave, apenas faz alguns cortes para que possa ver o sangue escorrer. Perdeu a mãe ainda pequena para a “loucura”, já que ela afirmava que via vampiros e foi internada em um hospital psiquiátrico quando Gabrielle ainda era pequena – suicidou-se pouco tempo depois. Foi adotada por uma família, mas o livro não traz referência a qualquer contato com quem quer que seja do convívio familiar.

Divagando 1: A maioria dos livros eróticos com tema fantástico traz uma mocinha sem família, órfã, sozinha ou algo assim. É tão difícil construir uma história romântica fantástica com os enlaces familiares normais?

Lucan é um vampiro de mais de 900 anos de idade. É da Primeira Geração da Raça, ou seja, é filho dos primeiros que chegaram aqui na Terra. Sim, o pai de Lucan era um tipo de extraterrestre que veio para a Terra e não encontrou alimento que fosse tão nutritivo quanto o sangue humano. Luta contra os Renegados, uma espécie de vampiros que tem a “Sede de Sangue” – seria a sede aumentada drasticamente, onde é necessário matar a sua presa, sem se importar com quem seja.
Gabrielle é testemunha de um ataque vampiro a um jovem em uma boate, quando seis brutamontes atacam um punk em seu pescoço. Como ela resolve tirar umas fotos deles com seu celular, eles vão atrás dela. É a partir daí que ela encontra Lucan, já que ele vê o que acontece, e percebe que os Renegados estão atrás da nossa mocinha – principalmente pelo fato de ela andar fotografando alguns espaços reservados. Gabrielle e Lucan tem uma paixão a primeira vista.

Divagando 2: Tenho notado como, ultimamente, a paixão  imediata tem acontecido nos livros eróticos – ainda mais com eventos sobrenaturais. É tudo tão rápido. Isso quando não acontece o amor em poucos momentos. Alguém tem essa receita de amor instantâneo?

Gabrielle tem uma marca de nascença, uma lágrima acima de uma lua crescente, em seu pescoço. Isso significa que ela tem uma diferença em seu DNA, que a “capacita” como uma “Companheira de Raça” dos vampiros, ou seja, ela pode ser companheira de algum deles, pode dar à luz a algum vampirinho e, ainda, pode tomar o sangue de seu amado e viver enquanto ele viver. Nesta obra, os vampiros nascem somente de mulheres humanas com estes DNAs diferenciados, além disso, os vampiros geram somente meninos, por isso só mulheres humanas são Companheiras de Raça. Não é explicado como acontece esta alteração no DNA ou a razão.
Apesar de todas estas diferenças com os vampiros que estamos “acostumados”, eles ainda morrem ao sol, não se preocupem (se é que eu posso falar de algum vampiro que estamos acostumados, já que, ultimamente, em cada livro os nossos queridos sanguessugas tem um aspecto/composição diferentes). Eles ainda podem morrer por dois outros métodos: Cortando-lhes a cabeça, ou com uma faca de titânio cravada no coração – sim, amigos, esqueçam a prata e utilizem o titânio. Ok, ainda pode ser uma bala de revólver feita com titânio, desde que vá para o coração. E mais um detalhe: somente o sangue fresco, correndo nas veias, pode sanar a fome do vampiro.

O livro lembra a movimentação de IAN (Irmandade da Adaga Negra), onde há guerreiros unidos contra um único objetivo. Pelo que parece, as histórias vão trazer um guerreiro em cada livro, com sua respectiva companheira. Ou seja, o romance fica em primeiro plano e a batalha dos vampiros, em segundo. E já que tomei como referência IAN, preciso dizer que este livro é mais quente, então imagino (e espero) que a série vá continuar com este ritmo. As cenas são bem exploradas e muito eróticas. Apesar do meu amor eterno por IAN, tive que me render à Midnight Breed.

Pontos Negativos: Não tem uma explicação clara da razão de os vampiros não gerarem mulheres, assim como não fica claro como são “escolhidas” as Companheiras de Raça. Como elas têm essa modificação no DNA?
Pontos Positivos: As cenas sensuais e sexuais são bem exploradas. Os personagens secundários recebem certo destaque, o que dá uma “aliviada” na trama.

Não encontrei problemas de revisão ou diagramação – tudo muito limpo e claro. Muito bom!
A obra é completamente sedutora e viciante. Tem muitas cenas eróticas e interessantes. Possui um ritmo apaixonante, envolvente. Os eventos desenrolam com facilidade, dando agilidade à trama. Como a narrativa é em terceira pessoa, fica fácil entendermos o que passa na cabeça de vários personagens, não só dos protagonistas.

No geral, gostei muito da obra. Realmente me impressionou. Estou louca para ler os outros livros da série!
Reações:

6 comentários:

  1. Já vi alguém comentando desse livro em algum ônibus, mais nunca fui atras...E ao ler sua resenha me interessei. Apesar de ser de vampiros e eu estar deixando um pouco de lado, com certeza eu vou ter lê-lo em 2013.
    Beijoos
    Brubs
    Feliz 2013

    ResponderExcluir
  2. ^^
    Olá
    Interessante essa história hihihi
    Sei lá, essa coisa sobrenatural com erotismo parece meio que uma mistura muito utilizada... já fui procurar outros livros sobrenaturais e meio que sempre achei-os com temas eróticos iahuahuia

    Nada contra, sério, ainda acho legal essas histórias... Mas me diverti pacas agora com suas divagações
    realmente... tô querendo a receita pra esse amor instantâneo e querer saber porque que tem q ser a mocinha sempre com essas características...
    Ah! e obrigada pela dica do titânio... essa tá anotada agora, não sabia que a prata já estava em desuso ^^
    Minha amiga terminou agora esse livro mas não tinha conversado nada sobre ele, e sobre a referência a IAN, eu comecei agora com os livros, terminei o segundo esses dias.. então se tem essa coisa de cclã que protege sua raça e companheira eterna e ainda por cima com uma brigas e quebra paus, acho q vai ser bem interessante ler essa história.

    Obrigada pela dica
    ^^

    ResponderExcluir
  3. Ah Came, será que as escritoras não temem criar uma segunda Bella ao usar laços familiares (se é q posso dizer isso qt a Srt. Swan). hahaha
    Mas creio que deveriam utilizar sim, aumenta a dramaticidade, a mocinha dividida e preocupada com o que pode acontecer se descobrirem, o mocinho tendo ainda mais preocupações caso mexam com a família da garota. kkk.
    Já li outras resenhas e assim como a sua foram positivas, no entanto você me fez ter mais curiosidade com esta série do que com IAN.
    Gabrielle é um nome tão lindo, e gostei da tal marca. *-* e curiosa como sou tb queria uma explicação para o DNA diferente. =(
    Adorei a resenha Came.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi Came como já conversamos antes pelo TT faz um tempo que li essa serie e é inevitável não compara-la com IAN,e apesar de eu ter lIdo qse todos dessa serie eu ainda fico com IAN <3
    E vc tem razão em muitos pontos de sua resenha, um deles é esse "amor imediato" q tbm me incomoda! O que me cativa nessas series é os personagens secundários que ao longo dos livros vc acaba criando laços e torcendo para que ele seja o próximo a se apaixonar!
    \o
    Bjus flor!

    ResponderExcluir
  5. Came........ nem comecei com o IAN, e outras series aqui... e sera que ja vou começar essa tbem??? hahahahahahahaha

    Adoro qdo vc fica divagando!!!! são pensamentos que tenho qdo leio tbem... é muito legal vc compartilhar!!!

    Como gosto de sangue sugas... acho que vou ler sim.....

    Bjão

    :D

    ResponderExcluir
  6. Espero poder ler esta série este ano, pois em 2012 não consegui.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!