terça-feira, 15 de maio de 2012


"Romeu e Julieta é uma das mais famosas histórias de amor da literatura. Ela se passa na cidade italiana de Verona, no século 16. Romeu Montecchio e Julieta Capuleto são dois jovens que acabam se apaixonando perdidamente, mas há uma barreira que impede os dois de ficarem juntos: suas famílias são grandes rivais e não permitiriam nunca que os dois se casassem. O ódio entre os Montecchio e os Capuleto não será suficiente para afastar Romeu de Julieta, nesta história que nos faz acreditar no amor eterno." 



Hoje vou falar sobre esta obra maravilhosa, com uma das histórias mais belas de todos os temposResolvi fazer esta resenha não por tópicos, visto que um clássico dispensa alguns comentários que possam ser mal compreendidos. 
Porém não falarei da obra original, mas da versão da Editora L&PM que trouxe uma revisitação à história de maneira a facilitar a leitura da trama aos novos leitores.
De maneira generalizada, Shakespeare - nesta peça em especial, fala de forma simples, a fim de atingir todos os públicos. Nesta revisitação, indicada para o público do Ensino Fundamental (iniciantes da leitura), os diálogos são simplificados e muitos eventos são "resumidos" - são SÓ 64 páginas!

Penso que a história é em grande parte "lavada", deixando-a rasa, superficial. Ok, o objetivo da editora é bacana - incentivar quem não está acostumado com a leitura, com um texto mais fluido, e neste sentido ela se destaca realmente. Mas como leitora assídua e conhecedora da história original, o texto é ralo demais.
Lado bom: O preço é baixo.
Lado ruim: Poucas páginas - muitas com desenhos de página inteira, o que corta ainda mais o texto, e fico me perguntando se a editora consegue concretizar sua proposta de iniciar jovens na leitura dos clássicos - visto que com pouquíssimas páginas (desenhadas) se perde muito da história.

O tema central da obra é a rivalidade entre famílias, além de jogos políticos, e o romance entre os jovens Romeu e Julieta serve de cenário para estas disputas. Obra do Renascimento - onde a questão do amor começa a ser abordada nas artes, tem diálogos ágeis e fluentes já no seu original.
Penso que, de maneira geral, a intenção da editora é interessante, mas será que há, realmente, necessidade de compendiar tanto?

Não deixe de visitar sempre o blog... Você é muito bem-vindo!!

Reações:

4 comentários:

  1. Oi Camila, gostei muito da sua resenha! Apesar de não ter lido o livro, achei suas observações bem pertinentes! Confesso que esse aspecto da edição ser superficial, não me atraiu muito! Também entendo a intenção da editora, mas acredito que algum dia vou ler a estória e que neste dia vou querer saber tudo na integra! Parece que a dificuldade dos clássicos faz parte da leitura, sem ela talvez perca seu charme! :D

    até mais!

    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente o que eu penso. "a dificuldade dos clássicos faz parte da leitura, sem ela talvez perca seu charme" - falou tudo, Maritza! Obg.

      Excluir
  2. Eu achei seus comentários muito coerentes e fazem a gente pensar mesmo no assunto. Mas acho que Romeu e Julieta, embora seja um grande clássico é uma história de certa forma rasa, o que permiti ser contada em tão poucas páginas. Quer dizer, se pararmos para pensar... duas familias inimigas, dois jovens que se apaixonam, uma tragédia mais pelo fato de querer fazer tudo sozinhos e não contar com os amigos. pronto. é isso. não é????
    Claro, sem querer desmerecer o texto de Shakespeare, afinal ele não virou clássico a toa =)


    (comentando sobre a edição em si... eu não compraria. Na verdade meu Romeu e Julieta é um amareladinho em formato original - texto para teatro - e adoro demais *-*)

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que a proposta da editora é despertar o interesse dos leitores iniciantes para que os mesmos tenham a curiosidade de ler a obra original e descobrir os seus detalhes adicionais... Fica a dica!! ;)

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!