segunda-feira, 17 de outubro de 2011


Tempo-dos-anjos
Sinopse:

"Saem os Vampiros, Entram os Anjos



Este livro é o primeiro volume da nova série assinada por Anne Rice, mais de 75 milhões de livros vendidos em três décadas de carreira, Tempo dos anjos apresenta um assassino de aluguel, Toby O´Dare, que um dia, logo após cometer um crime, recebe a visita de seu anjo da guarda, Malchiah, oferecendo a ele a chance de se redimir de seus pecados. 

O´Dare, que um dia aspirou entrar para o seminário, mas teve sua vida virada pelo avesso após uma tragédia pessoal e tornou-se um homem frio, inicia então uma viagem no tempo, sendo levado à Inglaterra do século XIII, onde torna-se protetor de um casal judeu erroneamente acusado de ter assassinado a própria fi lha, convertida ao cristianismo.

Repleto de reflexões morais e religiosas e dotado de magnífi ca reconstrução histórica, Tempo dos anjos aborda, com a narrativa envolvente de Anne Rice, a difi culdade humana para conciliar amor, fé e razão."



Esta obra ganhei de aniversário do meu namorado juntamente com uma da Mary Del Priore.

Quando comecei a ler apostei todas as minhas fichas, afinal é Anne Rice e dispensaria comentários. Tenho que dizer que até metade do livro estava decepcionada. Um ritmo lento, arrastado. Pensei até em desistir – tanto é que demorei quase duas semanas para terminá-lo. Porém, da metade para frente, Anne acelerou e foi de 0 a 100 em um segundo, e permaneceu em 100 até o final.

A temática é boa. O livro trás toda a história do protagonista, Tobby, um matador de aluguel que tem sua vida mudada a partir da chegada de um serafim e o chama para “trabalhar” com ele.

A reviravolta que acontece na obra é surpreendente. A descrição dos personagens é ótima, e os locais bem detalhados. Anne Rice afinal.

Acredito que meu desapontamento inicial foi em razão da minha expectativa depositada em demasia sobre a obra, fui com muita sede ao pote.

Enfim, o livro ao final das contas foi ótimo. A partir do momento em que Tobby volta no tempo para fazer seu trabalho para o serafim, o livro fica tão bom que é impossível parar de ler. Trás ainda as diferenças entre judeus e cristãos no século XIII, e a abordagem é muito bacana. 

Vale a pena ler, com certeza.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!