terça-feira, 10 de abril de 2012




Era uma vez, eu era uma menininha que desapareceu.
Era uma vez, o meu nome não era Alice.
Era uma vez, eu não sabia como tinha sorte.
Quando Alice tinha dez anos, Ray levou-a de sua família, seus amigos, de sua vida.
Ela aprendeu a desistir de todo poder para suportar toda a dor. 
Ela esperou que o pesadelo acabasse.
Alice agora tem quinze e Ray ainda a mantem com ele, mas ele fala mais e mais da sua morte.
Ele não sabe que isso é o que ela anseia.
Ela não sabe que ele tem algo mais assustador do que a morte em mente para ela.
Esta é a história de Alice.
É uma que você nunca ouviu falar, e que você nunca, jamais esquecerá.


Esta obra, eu comprei em um projeto com a parceria do blog com a Editora Underworld. A melhor aquisição que eu poderia ter feito até hoje.  Obra fantástica!

* Sobre o estilo de Elizabeth Scott
Elizabeth Scott tem uma narrativa maravilhosa, rápida, dinâmica. Suas ideias são perfeitas, visto que são muito semelhantes ao que acontece no mundo que vivemos. Definitivamente, alguém que terá sempre espaço em minha estante.

* Sobre a história de Menina Morta-Viva
Como eu cito no vídeo, o livro é formado de contradições de sentimentos e emoções. Com uma narrativa rápida, mas pesada ao mesmo tempo, estas contradições tornam esta obra algo inesquecível. A história de Alice e Ray é tão real e tão agonizante que é impossível ficar indiferente ao que acontece. Ray é um personagem muitíssimo real e contraditório. O leitor não sabe o que esperar de um homem como ele.
A história faz jus ao título, visto que Alice é realmente uma Menina Morta-Viva, apenas o casco.


* Sobre maneira de como a história é contada
A história é colocada em primeira pessoa, e por vezes o leitor fica até meio perdido – visto que Alice, que conta a história, tenta se “esconder” atrás de um pano de fundo de história infantil – infância perdida, inclusive. 
A maneira como Alice fala sobre os espancamentos e mesmo sobre o estupro que sofre é aterrorizante. Em momento algum há o sexo explícito, deixo isso adiantado! Mas apenas por suas insinuações, é possível sentir repugnância por Ray. Devastador.

* Aspectos positivos
O fato de a autora ser muito realista. De fato, isso acontece muito hoje em dia, incluindo seu final. Chocante, profundo, real.

* Aspectos negativos
Obra perfeita. Ponto.

* Ortografia, gramática e diagramação
Em alguns momentos a autora não utiliza vírgulas e acredito que seja, exatamente, com o objetivo de deixar o leitor se fôlego, e não por erro. A diagramação é muitíssimo bem feita. Parabéns à Editora Underworld.

* Avaliações de conteúdo e coerência
Obra coerente tanto com a própria história, quanto com a realidade. Perfeita. Devastadora.

Vale MUITO a pena ler... Recomendo, demais!Para adquirir a obra, acesse: Livraria Saraiva.


Abaixo está um vídeo com as impressões que o livro me causou. O áudio está baixo e a qualidade não é a melhor, mas arrumarei minha câmera, ok?!



Não deixe de visitar sempre o blog... Você é muito bem-vindo!!
Reações:

5 comentários:

  1. Oi Amiga!
    Que resenha direta hein?
    Adorei bem objetiva e o livro? Eu não conhecia mas fiquei curiosa.

    Beijokas
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Amanda. Como eu disse, estou sem palavras para descrever este livro. Por isso as poucas palavras.
      Bjks

      Excluir
  2. Já li resenhas desse livro e sempre que eu leu alguma coisa sobre esse livro fico com uma dorzinha no coração, sinceramente não sei se teria coragem para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jayaneee! Então, realmente esse livro dá angústia, mesmo... Tem que ter coração forte, e estômago... =x

      Excluir
  3. Acabei de ler a sua resenha e já vou pesquisar preços e adicionar à minha lista de desejados no Skoob. Sua resenha foi muito clara e objetiva, realmente me incentivou. Gosto deste tipo de livro, triste como a realidade. E ainda mais em primeiro pessoa, o que deixa as emoções a flor da pele.
    Parabéns pela resenha! Beijos

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!