segunda-feira, 7 de outubro de 2013


 “Acredite no extraordinário”  

Como definir melhor o filme As Aventuras de PI (Life of Pi)?  Um dos filmes mais belos e significativos do ano de 2012, sem dúvidas. Vamos à sua origem. O livro que gerou a adaptação foi escrito por Yann Martel, um best-seller. O próprio autor declarou ter tido inspiração no livro "Max e os Felinos", do escritor brasileiro Moacyr Scliar, cuja história é de um refugiado judeu que deixa a Alemanha e cruza o oceano Atlântico em um bote, com um jaguar. As Aventuras de Pi possui ótimas críticas e uma história repleta de mensagens e simbolismos que rendeu uma adaptação magnífica para o cinema, nas mãos do diretor Ang Lee (O Segredo de Brokeback Mountain, Hulk) e do roteirista de David Magee (Em Busca da Terra do Nunca) - ambos realizaram um grande trabalho na transposição da obra.
Excelentes diálogos e mensagens, claro, em grande parte, isso vem do livro, mas construídos de uma forma incrível. Ang Lee simplesmente cria uma obra que viaja além do entretenimento, algo cativante e comovente. A trama apresenta Piscine Molitor "Pi" Patel (Suraj Sharma), ele é filho do dono de um zoológico localizado em Pondicherry, na Índia. Após anos cuidando do negócio, a família decide vender o empreendimento devido à retirada do incentivo dado pela prefeitura local. A ideia é se mudar para o Canadá, onde poderiam vender os animais para reiniciar a vida. Entretanto, o cargueiro onde todos viajam acaba naufragando devido a uma terrível tempestade. Pi consegue sobreviver em um bote salva-vidas, mas precisa dividir o pouco espaço disponível com uma zebra, um orangotango, uma hiena e um tigre de bengala chamado Richard Parker. Ang Lee trouxe para as telonas os cenários incríveis narrados por Pi, realmente, lugares e acontecimentos inacreditáveis, mas que pouco importa depois que você é abduzido pela história e mensagens passadas pelo protagonista.
O filme foi gravado quase que totalmente dentro de um estúdio, salvo algumas cenas, fato preciso para ambientar a vastidão do oceano e demais locais espetaculares – e surreais. A beleza visual do filme é algo não muito comum no cinema. A cada frame dá vontade de parar o filme e ficar contemplando por horas a fio.

Ang Lee que já dirigiu os excelentes O Tigre e o Dragão e O Segredo de Brokeback Mountain,  nos fez acreditar e gostar de coisas tão distintas, retorna para nos fazer crer em algo extraordinário. O tigre Richard Parker foi criado pela tecnologia CGI, em momento algum nas cenas em que o ator Suraj Sharma estava presente havia um animal real, um tigre verdadeiro foi usado apenas quando este aparecia sozinho. E o resultado final foi incrível, o trabalho em CGI é notável e digno de admiração.
O diretor M. Night Shyamalan (Sexto Sentido) chegou a ser cotado para dirigir a adaptação, entretanto ele decidiu se afastar do projeto por crer que poderia mudar o desfecho da obra. Alfonso Cuarón foi cotado, mas acabou trocando a adaptação de Pi pelo ótimo Filhos da Esperança, e outro nome cotado foi Jean-Pierre Jeunet (O Fabuloso Destino de Amelie Poulin), contudo deixou o projeto após muitas pesquisas e já tendo até mesmo a data marcada para o início das gravações em 2006.
O fato é que não sabemos como teria sido se a adaptação tivesse sido dirigida por alguns destes diretores, mas posso afirmar que após ver o filme de Ang Lee simplesmente não me importo em saber, pois o diretor taiwanês criou algo incrível e surpreendente, cativante e emocionante, que dificilmente seria superado pelas mãos de outros diretores.

Esse é um filme que você deve assistir. E reassistir.


 Participe do Top Comentarista de Setembro! Comente a postagem e faça sua inscrição neste link! https://docs.google.com/forms/d/1zVRl9d3VzZClO5mTqKJfWK6BIYRVYH97UjjX3U3ooCc/viewform
Reações:

Um comentário:

  1. Eu sou meio anti filmes, por falta de paciência, mas estes dias vi a chamada deste filme no telecine e fiquei interessada. Essa imagem que você postou é tão linda que me encantou, acredito que vou dar uma chance e tentar assistir.
    Caso isso aconteça eu volto e comento o que achei. =)

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!