terça-feira, 10 de setembro de 2013


Olá, queridos leitores!
Hoje estou aqui para dividir com vocês todas as minhas experiências nessa doce bienal.
Farei três posts, um sobre o que vi e minhas impressões e outra sobre as editoras mais famosas.
Vamos começar?

Dia 31 de agosto

Tentativa de Encontro com Nicholas Sparks

Eu queria muito ver o Nicholas Sparks, vim me preparando durante esse ano para isso, acordei cedo e estava no portão da bienal antes das sete da manha. Estava repleta de esperanças e encontrei pessoas que também estavam assim inclusive a blogueira Brenda, do Catavento das Ideias. Em meio a papos, o portão da bienal se abre as nove da manha e segundo o informado, seria mantido a ordem que já tinha. Por alguma razão abriram os portões e começou a correria, e como era de se esperar deu gente se machucando, gente empurrando e bagunça geral. E as filas começaram a se formar, a Bienal só abre as dez no fim de semana. Eu estava na fila bonitinha e organizada, mas resolvi ir para mais perto da porta ver se conseguia alguma coisa.
O tempo passou e ficamos negociando para ver se o porta da Bienal abrir mais cedo, até que a porta do lado esquerdo é destruída e a do meio aberta, e eu fui uma das pessoas que ajudou a puxar a porta do meio, com isso fui esmagada e machuquei o pulso.
Eu corri, em meio a gritos e esbarrões e cheguei a fila para senha, eu sabia que tinha chance mas infelizmente eu não posso controlar a falta de educação das pessoas, então muita gente furou fila e não consegui.
Fiquei arrasada!!!Nicholas Sparks é um dos meus autores favoritos e eu gostaria demais de vê-lo.
Sai da fila chorando, e acabei indo comer algo e dar uma voltinha na bienal, quando a voz, que ninguém entende, soa, NICHOLAS SPARKS DARIA UMA SEGUNDA CHANCE!!!!!!
Corri demais, passei cinco horas na fila, com sede, fome, calor, dor insuportável na perna... Para o pior acontecer....
Eu sabia que tinha muita gente furando fila e eu não podia fazer nada...Mas quando eu estava muito perto de conseguir o autografo, em frente ao portão, o Nicholas foi embora...
Eu fiquei muito magoada, porque eu sabia que poderia conseguir se as pessoas tivessem educação e se tivesse organização. Quis chorar, xingar, bular leis, mas sabia que antes de qualquer coisa vem a minha ética, então aceitei e continuei.
Estou chateada com o ocorrido mas para aqueles que tem fé, Deus sabe de todas as coisas...

Fila dentro da Bienal para esperar o Nicholas Sparks

Autografo Emily Giffin

No meio da bagunça do Nicholas, meu irmão pegou uma senha para ver essa autora que já havia lido e curtido o livro, embora não amado. A verdade é que fui pela Nita, do blog Falando sobre Livros, então eu consegui vê-la rapidinho já que a Editora Novo Conceito estava super organizada, então eu a vi, conversamos, ela autografou meu livro, mantendo sempre o sorriso e a simpatia.
Eu e a fofa Emily Giffin
O meu autografo




































Encontro de blogueiras da Novo Conceito

O encontro de blogueiras se mostrou na verdade uma festa, mas valeu super a pena porque conheci e conversei com algumas blogueiras que seguia, então foi bem legal, mas infelizmente não tenho foto...

Autografo com Marina Carvalho

O livro da Marina é um livro que to desejando a algum tempo, mas sempre adiei, até que a vi no stand da editora autografando e conversando. Falei com ela e tirei foto, acabei comprando o livro e autografei o meu livro.
Ela é um doce e super simpática, adorei conhecê-la.
Eu e a Marina Carvalho

Meu autografo

































E acabei indo embora da bienal até porque fui no domingo, mas isso é assunto de outro post...
Aguardo vocês para os próximos post!
Perguntas?



 Participe do Top Comentarista de Setembro! Comente a postagem e faça sua inscrição neste link! https://docs.google.com/forms/d/1zVRl9d3VzZClO5mTqKJfWK6BIYRVYH97UjjX3U3ooCc/viewform
Reações:
Categories: , ,

6 comentários:

  1. Oi Ana, tenho lido relatos do que aconteceu no RJ na passagem do Nicky e cada vez mais fico assombrada. Se aqui em SP já deu problemas, e olha que não chegaram nem perto do que ocorreu no Rio,por conta da falta de organização, imagino em um evento muito maior. Uma pena que você não consegui.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Eu imagino que diante da fila que se formou antes mesmo que os portões do Riocentro se abrissem alguém da editora poderia ter providenciado a distribuição de senhas atres mesmo de a confusão se começar, acho que faltou iniciativa e consideração com os leitores que prestigiam o autor e compram os livros que a editora publica por aqui. Depois da confusão em São Paulo em um evento muito menor não dá nem para dizer que eles não previram um quantidade tão grande de pessoas querendo ver o Sparks.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, depois de tudo o que você passou pra conseguir o autógrafo do tio Nick e sair de lá sem ele deve ter sido mesmo arrasador. Fiquei chateada por você.
    Simplesmente Ana é um livro que eu quero muito ler também, por isso o escolhi >.< ansiosa pra ter meu exemplar em mãos e ver se e mesmo tudo o que as pessoas dizem.

    ResponderExcluir
  4. Que loucura que foi em ?
    É difícil mesmo dar certo quando as pessoas não tem educação. Uma pena você não ter visto o Nicholas mas vou torcer para que você o conheça um dia!

    ResponderExcluir
  5. Foi mesmo triste o que aconteceu. Eu ouvi muitas pessoas falarem que saiu até gente com perna quebrada o.O
    Mas que bom que você aproveitou depois disso e não deixou se abalar neh? Porque se não ia ser pior e você não aproveitaria o resto da Bienal.

    ResponderExcluir
  6. Eu li o desabafo da Brenda sobre a desorganização na fila de autógrafos do Sparks...um absurdo isso... Pena que não deu para vc vê-lo. =(
    Gostei das fotos... essa autora parece bem simpática mesmo.

    ResponderExcluir

Assine nosso Feed! Skoob! Siga-nos no Twitter! Facebook!